Ajudem o Theo!

4 May 2010 In: ser mãe, ser pai

Então, eu super não gosto de passar pedidos por ai e tudo o mais, mas eu me comovi com o Theo. O Theo é um bebê fofo de 5 meses que tem problemas para absorver as proteinas e por conta disso tem que tomar uns leites carésimos.

Eu, que sofro horrores por qualquer resfriado que a Alice pega, fiquei imaginando que sofrimento essa família não está passando.

Eu também estou mega-apurada de tempo, então linko para quem escreveu direito. A história dele está aqui: http://potencialgestante.com.br/ajudem-o-theo/ e o blog da mamãe dele, aqui: http://vivoesinto.blogspot.com/ .

Quem puder ajudar, 10 real tá valendo e significa muito para o rapazinho.

Alice vende tudo (ou quase tudo :)

21 Apr 2010 In: Alice

Porque os bebês crescem né ;)

Para quem está barriguda, à espera do seu(sua) pimpolho(a), segue o link: http://alicevendetudo.wordpress.com/

Nhé

13 Apr 2010 In: Alice

Dois dias de berçário e Alice já ganhou uma faringite. Eu não sei bem o que fazer, mas minha vontade era de desistir dessa coisa de escola por um tempo. Será que adianta?

Tem filhotes? Gosta de cozinhar para e com eles? E ainda por cima, você gosta de livros? Então poste aqui suas receitinhas prediletas e concorra a um exemplar d’A Panela Amarela de Alice e de Juju na Cozinha do Carlota! Para saber mais, clique aqui: http://www.cozinhamaterna.com.br/2010/03/compartilhe-receitinhas-com-a-gente-e-ganhe-livros/ Boa sorte! :)

Gente, que iniciativa maaais legal, eu adorei! A Cia das Mães é uma espécie de Etsy (será que posso chamar assim?) brasileira, feita por mães, com produtos produzidos por mães, sendo que parte dos produtos é voltado a mães e à petizada, mas não apenas.

Eu já tinha comentado aqui como eu achava demais essas iniciativas que nascem do meio materno e tiro o chapéu para mais esta. E desejo muito boa sorte para estas mães empreendedoras!

Alice-gourmet

30 Mar 2010 In: Alice

Adoro essas descobertas da filhota :)

- Cena 1: estou descascando uma banana para comer, no café da manhã. Alice, no meu colo, só de olho. Eu ofereço. Ela não se faz de rogada e dá uma mordida, meio desajeitada. Mas gosta. E dá outra. E dá outra. Até que não sobra mais nada da banana!

Ela, claro, já experimentou banana antes, mas até então, ela vinha em pedacinhos, num prato… :)

- Cena 2: o pai da Alice, experimentando a acelga. Alice por perto, fica curiosa. O pai oferece um pedacinho, a danada aceita. E come, e aceita mais. E assim foi o pedaço de acelga do pai :)

- Até então, a Alice comia apenas a gema do ovo. A mãe saia lucrando, porque eu adoro a clara, de paixão, hohohoh. Mas agora liberou a clara para a mocinha, e a mãe perdeu a regalia.

Aliás, dizem as más linguas que quando eu era pequena, minha mãe mandava um ovinho cozido na lancheira e  misteriosamente voltavam para casa duas gemas.  Eis um mistério que, mais de 30 anos depois, permanece. Quando a Alice começou a comer as claras dos ovos, ficou todo mundo de olho em mim, olha só! Humpf, como se eu fosse tirar a clara da minha própria filha!

Criança vê, criança faz.

26 Mar 2010 In: ser mãe, ser pai

Bem “educativo” este vídeo :)

Petizada trends

25 Mar 2010 In: coisas para as crianças, ser mãe, ser pai

N. Magazine: A Camila deu a dica já faz tempo, eu é que ando meio lesada. Comprei a revista faz algumas semanas, fui lendo aos poucos. A N. é uma revista originalmente espanhola (lá se chama Naif) e que ganhou uma irmãzinha brasileira. Parece que, na verdade, ela possui outras irmãzinhas pelo mundo.

Achei interessante a proposta, porém não achei mega-revolucionária. Muitas dicas publicadas circulam pela web, então as mães e pais mais ratos de Internet já conhecem várias das sugestões publicadas. A parte féxion da revista me deu um pouco de preguiça. Eu achei uma coisa meio produzida demais, tipo quero-ser-revista-de-moda. Pelo menos essa foi a minha impressão…

A parte boa: os sites são bacanas! Tanto a versão espanhola quanto a brasileira têm dicas bem legais.

Fico imaginando que é difícil pra caramba publicar uma revista interessante nestes tempos atuais. Tudo você vê primeiro por aqui. As discussões polêmicas acontecem por aqui, em velocidade e qualidade e quantidade muito maiores. Quando isso tudo chega no papel, coitado, já era. As notícias, os achados e as polêmicas já ficaram demodé

Provavelmente se eu tivesse que fazer algo impresso, tentaria algo além da fórmula entrevista-novidades-matéria de moda. Que tal coisas que duram um pouco mais? Matérias mais profundas a respeito de assuntos polêmicos pode ser. E que tal histórias? Receitas e dicas de alimentação? Brinquedos e brincadeiras para fazer com os filhos? Faça-você-mesmo uma festa divertida de aniversário?

Sei lá, palpites de uma mãe que tem preguiça de editorial de moda com crianças…

————————————————————————

Mais dicas trends?

- Versão família do Update-or-Die: Coruja.

- Brinquedos lindos e tutoriais de como fazê-los: http://madebyjoel.blogspot.com/

- Brinquedos fofos e afins: Uauá Baby – http://uauababy.blogspot.com/

Sobre o Fórum Criança e Consumo

24 Mar 2010 In: ser criança

Infelizmente não fui, queria muito ter ido! Para consolar quem não foi, a Tais-Ombudsmãe-Vinha postou ótimos textos inspirados no Fórum e a Ana Cláudia está postando suas anotações sobre o evento no blog do Futuro do Presente.


(
clique para ver em tamanho grande – não sei a origem dessa imagem, se alguém souber e puder me indicar, fico muito grata!)

Tem coisa melhor que livro? Tem coisa tão boa quanto livro, com certeza, mas melhor, sei não :)

Sem muita pretensão de nada, desde que a Alice interagia mais com as coisas, ou seja pegava os brinquedinhos, os chocalhos, providenciamos uns livrinhos de bebê para ela. Aqueles de plástico, papel cartonado (mais duro, não rasgável) e pano. Eram livrinhos muito mais com caráter de brinquedo do que livros propriamente ditos – mesmo porque, no geral, as histórias que eles trazem é meio fraquinha demais. Uns nem história têm, fica num tal de nome das coisas, que não tem lá muita graça.

Acho que até a própria Alice chegou a essa conclusão e começou a preferir os livros “de verdade”. Tenho alguns livros infantis em casa – sempre comprei um ou outro por causa das ilustrações e qualidades gráficas (e até por causa das histórias :), e comecei a ler para ela. Alguns ainda não rolam, é texto demais para atenção de menos :) Nesses casos, invento uma história com base nas imagens. Alice adora, e adora ajudar, folheando os livros.

Agora, nem todo livro “alternativo” precisa ser fraco das histórias. Claro que tem uns muito bacanas. Outro dia conheci o trabalho da Ana Luiza e achei o máximo os livros de pano que ela faz, além dos dragões-fantoches maravilhosos.

Outra coisa engraçada que acontece lá em casa é que há livros ao alcance dela, mas não intencionalmente. As prateleiras mais baixas das estantes, cheias de livro, são um prato cheio para ela. A gente tenta controlar o acesso, porque senão ela acaba rasgado as páginas sem querer. Mas é inevitável, e ela acaba fuçando nas coleções de pó e ácaros que temos :) (digo isso porque não tem coisa que junte mais pó que livros, jisuis!).

Uma experiência que ainda não tivemos foi levar a Alice para alguma livraria bacana, que tenha um ambiente legal para crianças. A Livraria da Vila e a Cultura são duas que oferecem um espaço muito legal para os pequenos, mas conheci recentemente, via web, a Panapaná, que é uma livraria infantil. Eu pirei com a proposta, muuuuuito legal, afinal eu nunca tinha visto uma livraria exclusivamente para crianças. Lá não tem apenas livros, mas brinquedos bacanas e oficinas muito interessantes. Já fiquei de olho para poder levar a Alice quando ela for maiorzinha. O blog deles tem muito conteúdo interessante também.

Mais? A Ana Terra é ilustradora, atriz, contadora de histórias e tem um blog lindo, cheio de dicas de livros infantis.

E para quem quiser inventar histórias usando a web para compartilhar com outras pessoas, além dos próprios pimpolhos, tem esse site fofo, o Storybird, onde vc pode montar histórias num formato colaborativo. Se você for ilustrador, pode disponibilizar seu trabalho. Se vc quer contar histórias, escolha suas imagens (ou poste as suas) e escreva a história. Infelizmente tudo que vi estava em inglês. (essa dica veio do blog da Liv Cultura).

Mais sugestões? Seguem algumas listas para a gente se esbaldar:

- Lista de livros infantis compilados pela Lu Misura

- Biblioteca básica: 204 obras para ler dos 2 aos 18 anos compilados pelo site Educar para Crescer, da Ed. Abril.

End Adsense -->
Lilypie Second Birthday tickers
November 2017
M T W T F S S
« Sep    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Leia também...