E lá fomos nós, atrás de um novo pediatra. Depois da alopatia e da homeopatia, fomos desta vez apresentado à medicina antroposófica.  Dificilmente vestiremos 100% a camisa da antroposofia, mas eu gostei muito.

Apesar de discordar de um ou outro ponto (ou, de pelo menos não concordar 100%), eu gostei demais. Não conhecia a “filosofia”, mas me encantei pela atenção, pelo tempo que o médico dispendeu com a gente, de conversar, de estabelecer um contato amigo com a Alice, brincar com ela, observar ela se movimentando livremente, das orientações de alimentação. Bem diferente de receitar Mucilon, pesar, medir, e pronto-acabou.

Se o seu dotô não se incomodar que a gente vacina e dá leite em pó para a Alice, acho que poderemos conviver super bem ;-)