Alice - 9 meses e meio

Que delícia, um ano novo em folha! Apesar de não ser mega-ligada nessas coisas, acho gostoso esses recomeços, principalmente quando vem acompanhado de uma semana de folga super-hiper-mega revigorante.

Sou contra as listas de ano novo. Sempre pensei que quem quer fazer algo, não espera segunda-feira, não espera ano novo. Simplesmente começa a fazer. Mas essa pausa de final de ano serviu muito bem para tomar fôlego e lembrar das coisas esquecidas entre os afazeres do dia-a-dia.

2009 foi extremamente intenso. Nossa casa tomou forma de lar, e nosso lar recebeu a nossa menina. Dos 12 meses de 2009, 2 meses eu passei mega-grávida, 5 eu fiquei em casa cuidando da  nossa pequena e mais 5 tentando equilibrar a vida de mãe, dona-de-casa, esposa e todo aquele blábláblá.

Descobri que cuidar de um bebê com cólicas pode ser punk, mas que às vezes, trocaria a rotina de profissional e mãe por ser “apenas” mãe, mesmo que tenha que aguentar essas barras. Pior mesmo é ver o filhote com alguma doencinha chata e ter que tocar reunião, cumprir prazos e outras responsas profissionais.

Mas quando a gente toma fôlego, parece que o furacão nem foi com a gente. Por incrível que pareça, certas situações que foram o martírio do martírio (como as cólicas), hoje em dia em nem consigo mais me lembrar das sensações que me atormentavam. Hoje, tudo o que quero é curtir a nossa pequena, que a cada dia descobre mais um pouco do mundo. Que começa a engatinhar, que começa a ficar de pé e quer ganhar o mundo com seus pezinhos fofos. Que ganha seus primeiros dentinhos e quer comer tudo e mais um pouco que aparece pela frente. Que terminou o ano conhecendo sua priminha, com quem em breve deve aprontar muito por ai :)

Vejo como ela cresce e evolui rápido e fico até com medo de esquecer algum detalhe. Queria que todos os momentos pudessem sempre ficar frescos na memória, porque vou sentir muita falta dos abracinhos dela, dos balbucios fofos, do jeito como ela senta cruzando os pezinhos, da forma como ela pega os brinquedos e brinca, morde, bate. Da forma fofa como ela abraça meu braço quando fica com medo do porquinho do livro. De como ela dança quando ouve música. Eu sei que ela vai mudar, crescer, aprender muito mais. Mas esses pequenos momentos só acontecem agora, e eu queria nunca-nunca esquecê-los.

Nesse novo ano, eu quero mais é aproveitar. Cada momento possível com a nossa filhota. Cada momento possível com o maridão. Quero passear muito. Quero comer fora e experimentar muita coisa boa. Quero ver muitos filmes (em casa ou no cinema). Quero curtir os amigos. Quero chamar todos para vir em casa e preparar aqueles quitutes. Quero apreciar mais vinhos e outras biritas :). Quero um tempo para fazer ginástica. Quero um tempo para cuidar de mim. Mas acima de tudo, quero que a vida seja mais leve e que a gente possa se divertir mais e que eu possa ouvir mais e mais a risada gostosa da nossa pequena mocinha. Que a cada dia, torna-se cada vez maior.

E um feliz Ano Novo a todos! Que 2010 seja, ao mesmo tempo, intenso e leve a todos :)